Meu querido carro… como adequá-lo ao orçamento?

É bem verdade que na hora de adquirir um veículo, o emocional exerce um peso bem considerável. Quem não deseja um carro novo, bonito e confortável? Pois é, nessa hora devemos também usar o racional e realizar um planejamento financeiro para que a aquisição traga realmente a felicidade sem roubar o sono dos meses seguintes.

DICA: Avalie as reais condições financeiras e analise se este carro, já adquirido ou a adquirir, cabe no orçamento. Aos que desejam o primeiro carro – lembrem-se de contabilizar as demais obrigações: seguro, combustível, revisões, manutenção, limpeza, estacionamento e os impostos anuais.

Como qualquer outro bem, a melhor maneira é a aquisição à vista. No financiamento de veículos o valor final pode chegar a 2,5 vezes o valor original financiado. Sem contar a depreciação que o veículo sofre ao longo do tempo.

Uma alternativa mais barata ao financiamento é o consórcio.

Num orçamento familiar, o valor para a dívida com financiamentos deve respeitar o máximo de 30% da sua renda líquida. Certifique-se cuidadosamente se a parcela se encaixa neste percentual.

Se o cenário é de gastos controlados e despesas reduzidas e mesmo assim o mês está fechando no vermelho, talvez seja a hora de mexer no carrão adquirido:

  • Dois ou mais carros em casa: analise a real necessidade de mantê-los;
  • Um único carro e quitado: uma boa alternativa é trocá-lo por um mais barato ou mais econômico. Na troca, opte por pagamento à vista. Utilize a diferença do valor para quitar dívidas e pagar as despesas mensais à vista. Nada de cartão de crédito;
  • Para veículos financiados: uma opção é negociar uma prestação mais em conta ou vendê-lo e comprar, mesmo financiado, um usado e de menor valor. De nada adianta estar num carro novo e luxuoso, estando no vermelho, sem ter paz de espírito e sono tranquilo;
  • Para auxiliar na tomada destas decisões, imagine o quanto representará em seu orçamento, a redução desta parcela de financiamento e o quanto possibilitará a quitação das demais dívidas. Para cada escolha, uma ou mais renúncias!

Tendo oportunidade, opte pela carona solidária e rodízio de veículos. As vantagens são as mais variadas: economia de combustível, redução no desgaste do carro, desafogamento do trânsito, colaboração na redução dos gases poluentes, (o meio ambiente, agradece!), até o agradável bate papo com os amigos no percurso de casa ao trabalho!

Às vezes é necessário dar dois passos para trás e pegar impulso para ir muito mais longe do que imaginamos hoje (Cris Ramos).

Nelma de Mendonça – Planejadora Financeira

8 pensamentos sobre “Meu querido carro… como adequá-lo ao orçamento?

    • Exatamente Márcia… esse impulso não é tão bem-vindo para a saúde de nosso rico dinheiro… Agradecemos pelo seu comentário e volte sempre! 😉

  1. Excelentes dicas, certeza que irão ajudar muitos, afinal de contas, mais importante que realizar o sonho é identificar o melhor momento e forma da aquisição!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *